Aniruddhan e Gautami Versão para impressão

Aniruddhan e Natércia

O Aniruddhan e sua esposa Gautami vivem atualmente em Portugal, onde trabalham juntos no desenvolvimento do Instituto Divine Diamond (Associação) e na gestão do espaço de terapias Divine Diamond em Lisboa. Viajam, também, pelo mundo com o objetivo de partilhar e facilitar cura e Workshops de Ativação para a comunidade global.

O Aniruddhan é um facilitador que dedicou a sua vida às artes da cura. Tendo estudado e praticado cura durante mais de 27 anos, foi Terapeuta Massagista, Xamã, Yogi, Mestre de Reiki e Professional Sénior de Cura Vortex. Há mais de 25 anos que é devoto de Amma.

É fundador do Instituto Divine Diamond e vive em Portugal com a sua esposa Gautami, país onde foi inaugurado o novo centro e instalações do Instituto e onde dão apoio ao trabalho de desenvolvimento da Associação Instituto Divine Diamond. Viajam também pelo mundo partilhando e facilitando Curas e Workshops de Activação à comunidade global. 

A Gautami é facilitadora e nasceu com dom de aceder aos Registros Akásticos, desde pequena que brincava com cura, sempre via figuras geométricas no espaço e muito cedo começou a trabalhar com a flor da vida,é Mestre de Reiki e Magnified Healing e Profissional de Cura Vortex. É devota da Amma.

Primeiros Anos 0-18 anos

Nasci em Pasadena na Califórnia no Outono de 1961. Vivi lá até à idade de 15 anos. Tanto quanto eu me lembro sabia que já tinha vivido anteriormente e que os corpos eram as vestes do espírito. Tinha o sentimento inato de que Deus existe na criação e que a existência é passível de experiência.

Em criança pequena decidi que, como tinha este corpo, devia dominá-lo. Aprendi a controlar o meu corpo físico com competência, era intrinsecamente corajoso e muito forte. Sempre senti que podia fazer qualquer coisa e que a minha sabedoria sobre espiritualidade e criação me tornava extremamente teimoso e obstinado. O meu zelo e competência não eram convencionais e eu era muito selectivo na minha aprendizagem. Isto tornou a minha vida humana e sistema educativo muito difíceis.

Simpatizava e relacionava-me com pessoas muito mais velhas do que eu. Não me entendia com os jovens da minha faixa etária e tornei-me um solitário. Era muito bem acolhido pelos adultos, professores e filósofos do meu tempo. Através desses relacionamentos encontrava apoio e encorajamento. A minha mãe sabia que a vida ela mesma era o melhor mestre; por isso me iniciou desde muito jovem na filosofia,  meditação, yoga e viagens.

Conheci muitos ensinamentos, práticas, sítios e pessoas diferentes. Sentia-me na própria casa no mundo com as suas diferentes culturas, filosofias e religiões. Cerca dos dezoito anos já tinha visitado com bastante vastidão os cinco continentes e tinha lido a  maioria das filosofias e religiões melhor conhecidas do mundo.

Vida Intermédia 18-36 anos

Concluí o Liceu em 1980 no colégio interno “Colorado Rocky Mountain”, em Carbondale no Colorado, onde passei os últimos três anos do ensino secundário. Permaneci em Carbondale onde arranjei o meu primeiro emprego num restaurante da zona. Mais tarde, arranjei um segundo emprego nas obras. No Outono de 1981, consegui o emprego que foi o começo da minha carreira profissional, como massagista terapeuta nas caves de cura com vapor nas fontes índias de Glenwood. Os seus proprietários iniciaram-me gratuitamente no Reiki explicando-me apenas que a energia fluiria através de mim.

Aprendi acerca da riqueza do conhecimento através da experiência e troca de ideias com outros terapeutas. Também fui aprendiz junto de algumas pessoas extraordinárias com dom de cura. Nunca me cobraram nada pela minha formação profissional. Tudo parecia aparecer na minha vida quando eu precisava. A partir desta experiência comecei a praticar o “Toque Mágico”. Ainda à procura do meu caminho, desempenhei muitas outras profissões, trabalhei na construção e em restaurantes, ensinei ginástica a crianças, yoga e até fiz exploração agrícola. No Outono de 1984 fixei-me num rancho na parte norte da Califórnia. Com um estilo de vida bastante modesto comecei a cultivar a terra.

Cerca de 1987, apercebi-me da minha capacidade de viver desprendido dos bens materiais e mudei-me para uma Tenda Cónica de Índios Americanos Nativos. Um ano mais tarde, construí uma casa com uma divisão no meio das árvores, que eu aumentava a volta das árvores cada ano um pouco mais. Mais uma vez tudo parecia vir ter ao meu encontro. Conheci e fui adoptado por tribos nativas norte-americanas diferentes. Aprendi os seus caminhos xamânicos em primeira mão vivendo com eles e pratiquei saunas durante anos, na minha comunidade.

Encontrei a Amma em 1988 e começou o período mais rápido da minha vida. Fiz estudos espirituais mais aprofundados que incluíam leitura, meditação, yoga, pranayama, oração e exercícios de dieta, jejum e silêncio. Assim continuei a viver de maneira fora do comum por mais outros doze anos. Fui capaz de me autocurar de uma lesão grave espinal debilitantes e de outras crises de saúde muito graves. Foi durante esse período que eu paguei um curso profissional de professor de yoga e ensinava yoga em part-time. Toda a minha atenção e concentração eram dirigidas para o Divino e empenhei-me em eliminar todas as minhas dívidas financeiras e responsabilidades mundanas de modo a caminhar livremente para uma vida nova.

Vida até ao Verão de 2007

Foi no Outono de 1999, depois de três anos de trabalho duro e de ter os meus pertences e o cuidado  do meu lar e jardins tratados que chegou a altura de me mudar para a Índia e viver com a Amma. A vida no eremitério era muito fácil e confortável para mim. Com os meus antecedentes vivenciais e profissionais, esta nova experiência era muito gratificante. Tive a bênção de ensinar yoga e exercer trabalho de cura como parte do serviço no eremitério e também nas viagens mundiais com a Amma.

Depois de ter recebido uma sessão de Vortex Healing, senti a força desta modalidade divina e em 1991 inscrevi-me num curso de Vortex Healing. Desde então, frequentei todos os cursos que pude à volta do mundo sempre que a agenda da Amma o permitia. Agora acabei os níveis mais avançados do programa. Repeti alguns dos níveis mais elevados da cura e formações espirituais mais do que duas vezes. Ainda estudo e frequento cursos cerca de seis vezes por ano aproveitando profundamente cada experiência.

A minha vida é uma constante aprendizagem e processo de conhecimento. Depois de quase cinco anos na Índia com a Amma onde eu conheci a minha mulher, vendemos a nossa casa na Califórnia e mudámo-nos para o Brasil, sua terra natal, onde começámos a nossa família. No Brasil a nossa função consistia sobretudo em fazer curas à distância através de sintonia com o Vortex e outras formações enquanto construíamos a nossa casa.

A 27 de Setembro de 2007, o Diamante Divino manifestou-se completamente e impulsionou-me para a actividade. Desde há muito tempo que eu sabia que a energia viria. Estava sempre presente. A Amma e as formações do Vortex foram os últimos preparativos para que esta se pudesse manifestar. Receber o Diamante Divino foi a resposta à minha oração de uma vida inteira para poder partilhar cura com grupos de tamanho ilimitado. É oferecida (a cura) apenas pela doação do amor como um Seva e uma maneira de retribuir ao universo por tudo o que tenho recebido.

A minha vida é dedicada completamente às artes da cura. O meu amor por este trabalho permite que o coração esteja totalmente focado nele em cada momento e tanto quanto Divinamente possível. O trabalho com outras pessoas inclui cura física, mental, emocional e espiritual e o despertar interior mais profundo pela Graça Divina a qual é muito mais catalisadora para cada tipo de transformação nas nossas vidas. A minha experiência de vida e formação contribuem para a riqueza de uma abordagem holística à cura com humanidade, empatia e uma compreensão mais profunda do processo.

Espero que nos possamos encontrar um dia, numa cura de grupo do Diamante Divino porque nesse ambiente tudo se afigurará mais claro para nós.

A Vida de 2007 a Abril de 2012

Agora no 5º ano trabalhando com o Divine Diamond e seguindo a orientação de dedicar a minha atenção ao crescimento deste trabalho e para permanecer mais aberto  às sincronicidades  que  se revelam e segui-las. Isto levou-me à época em que eu me separei da mãe da minha filha Ananda e comecei uma nova e saudável relação com ela. Eu também fui abençoado em 2010  ao começar um relacionamento  de apoio e estímulo amoroso com Gautami, que  se dedicava a curar e ajudar os outros partilhando o tabalho com o Divine Diamond. Eu tenho uma filha de 14 anos, Sara,com a Gautami e as nossas meninas gostam realmente uma da outra. A minha filha é muito chegada à Gautami  porque lhe dá amor de uma maneira que ela nunca teve antes  e isto traz-me  uma grande felicidade. Eu fui capaz de fundar a Associação Divine Diamond Instituto e estou actualmente a tornar-me um residente em Portugal e nós temos uma linda casa que o Universo nos deu e que é tudo  o que nós desejávamos. As sincronicidades parecem realmente estar a fluir nas nossas vidas e nós queremos partilhar o caminho  que nos tem trazido grandes mudanças ao nosso trabalho e vidas. O Divine Diamond tem sido sempre àcerca da unidade e família e eu estou grato pelas formas que tornaram isto real , livrando-me de situações difíceis e alinhando-me com a orientação Divina e a graça de uma vida que é cheia de amor e apreço.

Citações

“Não se deve levar demasiado a sério a vida”

“Onde há Amor não há dificuldade”

“Nunca se pode esquecer a Verdade”

“A alegria em Deus é tão simples quanto um sorriso”

“Em cada obstáculo há uma oportunidade”

“O sentido de humor é o mais importante dos sentidos”

“Faz da tua vida e do teu trabalho os teus maiores mestres”

“Se puseres o teu coração no que fizeres o que fizeres perdurará”

Aniruddhan's Quotes


Afirmações Pessoais

A primeira coisa que eu gostaria de dizer é que este site é sobre o Diamante Divino. Sou apenas facilitador desse trabalho extraordinário. Trabalho a tempo inteiro nas artes da cura, practicando sessões privadas como meio de subsistência. O meu trabalho no Diamante Divino é a minha maneira de retribuir e oferecer o meu tempo para ajudar a transmitir este trabalho  em grupo a cada individuo, mediante um donativo.

Não me considero importante. O caminho que eu escolho ou que me escolhe a mim e as dificuldades que suportei por causa da minha pouca ignorância não as desejo a ninguém. É como se a minha auto-estima mergulhasse no Divino como uma mariposa no lume.

Em criança contaram-me que o caminho espiritual é o mais difícil de todos, comparando-o ao fio da navalha. A maior parte da minha vida, dediquei-me de alma e coração a esse caminho. Sempre que for necessário, irei continuar a fazê-lo sem qualquer problema.

A  Amma diz que para se tornar um herói se deve anular. Para mim, significou enfrentar dificuldades e provas aparentemente quase impossíveis que só puderam ser alcançadas com pura graça.

Na minha vida, o Divino tornou-se o meu único consolo e refúgio; muitas vezes foi literalmente a minha bóia de salvação.

A minha persistência e auto-estima devem ter sido hilariantes para os céus, ao observarem o modo como eu cambaleava dentro e fora dos fogos da adversidade. A jornada ainda não acabou.